arte
 

Cargaleiro


1927

biografia

Nascido a 16 de Março, em Chão das Servas concelho de Vila Velha de Ródão (Distrito de Castelo Branco), viveu desde criança na margem Sul do Tejo, nos concelhos de Almada e Seixal.
Em 1945 fez as primeiras experiências de cerâmicas no olaria de José Trindade, na Coparica Em 1949 participou no Primeiro Salão de cerâmica organizado por António Ferro em Lisboa e, em 1952 realizou a primeira exposição individual de cerâmica organizado pelo então Serviço Nacional de Informação (SNI). 1950 Organiza em colaboração com a Comissão Municipal de turismo do Concelho de Almada o 1º Salão de Artes Plásticas, na Caparica 1952 Primeira exposição individual em Lisboa, no SNI. 1954 Exposição na Galeria de Março, Lisboa. Conhece Maria Helena Vieira da Silva e Arpad Szènes. é-lhe atribuído o Prémio Nacional de Cerâmica. Inicia funções de Professor de Cerâmica na Escola de Artes Decorativas António Arroio. Faz a primeira viagem a Paris. 1955 Exposição colectiva, com lemos e Vespeira, na Galeria Pórtico, Lisboa. Recebe o Diplome d Honneur de l Académie Internationole de Ia Céramigue, no Festival de Cerâmica, Cannes. 1956 É-lhe atribuído o Primeiro Prémio no concurso do Projecto paro o revestimento em cerâmica dos Edifícios da Cidade Universitária de Lisboa (projecto não realizado). Realiza os painéis de cerâmica para o Jardim Municipal do Almada. Realiza o painel de azulejos para a fachada da igreja de Moscavide. 1957 Recebe uma bolsa do Governo Italiano por intermédio do Instituto de Alta Cultura gue lhe permite visitar a Itália e estudar a arte da cerâmica em Faenza, Roma e (lorenca. Exposição na Galeria Alvarez, Porto. Fixa residência em Paris 1958 Faz um estágio na taiencerie de Gien, sob orientação de Roger Bernarâ, como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. Aluga com Lourdes de Castro e René Bertholo um apartamento na Rue du Vieux Colombier 1959 Adquire um atelier na Rue dês Grands-Augustins, 19, onde passo a residir. Estabelece amizade com Natalie Gontcharova e Michel Larionov. Exposição colectiva, de cerâmica e gouache, com Bryen, Arp e outros, na Galeria de L. Eoeb, Paris.Exposição individual de cerâmica na Galeria Diário de Notícias, Lisboa 1963 Exposição individual na Galerie Valérie Schmidt, Paris 1964 Exposição na Galeria de Exposições Temporárias do Museu Nacional de Belas-Artes, no Rio de Janeiro, a convite do Ministério das Relações Exteriores do Brasil. Exposições individuais em Porto Alegre, Brasília e São Paulo. 1965 Exposição individual na Galeria Arc-en-Ciel Tóguio, Japão. Exposição individual na Galeria Valérie Schmidt, Paris 1966 Exposição individual na Galeria Árvore, Porto. 1967 Exposição na Galeria Moderner Kunst, Rheinhousen, Alemanha Federal 1968 Exposição individual na Galeria l una 2, lurim, Itália, Exposição individual na Galeria du Manoir, La Chaux^deJonds, Suíça. Exposição individual na Galeria Alvarez, Porto. Exposição individual na Galeria Dinastia, Lisboa. Exposição individual na Galeria Convívio, Guimarães. 1969 Exposição em l.uanda, Angola. Exposição em Lourenço Morgues e Beira, Moçambique. Ilustrou a colectânea de Poemas «Microcospies» de Armond Guibert 1970 Exposição de Cerâmica de São Mamede, Lisboa, exposição de óleos no Centro Cultural Português da Fundação Calouste Gulbenkian, Paris. Exposição de gouaches na Galerie Beno d'lncelli. Paris. Exposiçõo no Atelier 22. Bourg-encresse. França.1971 Executou o painel de cerâmica para o liceu de Sauges. HauteJoire, por encomenda do Ministério do Cultura, de França. Exposição na Abbaye de Royaumont organizada pela Fondation de Royaumont. Lxposiçao de pintura e cerâmica na Câmara Municipal do Seixal. Ilustrou a colectânia de poemas «Australes» de Armand Guibert. 1972 Executou o painel em Cerâmica para o Centre Scolairo d'Antibes por encomenda do Ministério da Cultura de França. Retrospectiva da obra gravada na Galeria S, Francisco, Lisboa. Exposição de pintura na Galeria Alvarez, Porto. Exposição de 44 gouaches, no Centro Cultural Português da Fundação Calouste Gulbenkian, Paris. 1973 Exposição de pintura e cerâmica na Galeria São Mamede, Lisboa, exposição de pintura na Galeria de Albert Loeb, Paris. Executou os painéis em cerâmica (4x10 m.) para o Centre Scolaire de Limoges por encomenda do Ministério da Cultura de França. Edição do Colectania de poemas «Manuel Cargaleiro» de Alberto Lacerda. 1974 Edição de uma medalha do autoria do escultor Lagoa Henriques para comemoração do 25ª aniversário da actividade artística de Manuel Cargaleiro Homenagem a três artistas da Beira Baixa; Eugênio de Andrade, José Cardoso Pires e Manuel Cargaleiro, organizada pelo Jornal do Fundão 1975 Exposição na Galerie Uédade, Suíça. 1976 Exposição na Galena La Nuova Sfera. Milão, Itália. Exposição na Galeri Crearco, Lausane, Suíça Ilustrou o livro de poemas «A Água e o Vento" do Victor Ferreira 1977 Exposição na Galena Jacob, Paris. Exposição na Galeria São Mamede, Lisboa. 1978 Exposição na Fundação Cultural do Distrito Federal, Brasília. Exposição na Galeria Zen, Porto. Edição do livro «Manuel Cargaleiro, obra gravada 1907^ -1978», com introdução de Vergílio Ferreira. 1979 Edição da serigrafia «No noite e no Silêncio" com o poema «Ladainha dos postulas Natais» de David Mourao Ferreira, pela Galeria São Mamode, l isboa. 1980 Exposição no Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, organizada pela Acta Médica Portuguesa. Exposição de óleos e gouaches na Galeria de Arte da Camará Municipal de Portalegre, exposiçâo no Centro Cultural Português da Fundação Calouste Gulbenkian, Paris. Exposição de gouaches, na Galerie Jacob, Paris Exposição na Maison de Ia Culture André Malraux, Reirns.Exposição de tapeçarias manufacturadas a partir de cartões originais de Manuel Cargoleiro na Galeria de Arte do Casino Estorial. Exposição de óleo e gouaches no Museu Francisco lavares Proença Júnior, Caslelo Branco. Executou cartão original para tapeçaria de 10m para o novo edifício sede da O.l.T., em Genève, por encomenda do governo Português. Exposição na Caso^Museu Nogueira da Silva, Braga. 1981 Exposição de óleos e gouaches na Galeria 77. Caracas, Venezuela. Exposição«10 Óleos e 10 Gouaches» no Galeria São Mamede, Lisboa. Exposição colectiva «Peintres de LÉcole de Paris», golerie Redec Plaza. Jeddah, Arábia Saudila. 1982 Exposição individual na Feira Internacional de Arte Contemporânea (l IAC 82). Exposiçâo individual no Galerie dês Ambassades, Paris. Exposição de Azulejos na Galena São Momede, Lisboa. É agraciado, no Dia de Portugal, com a Ordem aã Cruz de Santiago da Espada pelo Presidente da República General Ramalho Fanes. Ilustrou o álbum de poemas «Être un autre» de f douard Roditi, edicoc de Isaac Holiy, com 5 serigrafias numeradas e assinadas. Atelier António Inverno 1983 Exposição na Galerle Troisième Oeil, Bordéus, França Edição do livro «Connaítre Ia peinture de Cargaleiro», de Jaques Dopagne, Paris. Exposição na Galerie dês Ambassades, Paris. Realizou os azulejos para a fachada do Instituto Francês, em Lisboa. Exposição de Gravura na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova, Lisboa. Ilustrou o livro «Adão, Eva e o mais», de António Osório, cuja edição especial é acompanhada de umaserigrafla do Artista intitulada «O tempo só estrangula quem não ama». 1984 É agraciado com o Grau de Officier dês Arts et dês Lettres pelo governo Francês. Apresentação do álbum «Manuel Cargaleiro - 30 Anos de Pintura». na Galeria de Arte do Casino do Estoril. Exposição de óleos e gouaches na Galarte - Galeria d'Art Contemporain, Paris. Exposição retrospectiva na inauguração do Centro Municipal de Cultura de Vila Velha de Ródão. 1985 Exposição retrospectiva «Obra Gravada» na Câmara Municipal de Coimbra. Participou em The Second.